Episódio 3

Marcas, Estigmas e Morte Social

Vamos conhecer a história de vida de Fernanda Falcão, que antes mesmo de nascer e ao longo de toda a vida tem acumulado marcadores sociais que isoladamente já carregam muito mais estigmas do que qualquer um deveria precisar suportar. Nosso diálogo também conta com reflexões profundas da assistente social Cristiane Valença e do psicólogo Pedro Borges.

“A nossa sociedade se ancora historicamente em desigualdades. Essas desigualdades são facilitadoras de muitas questões que envolvem nossa população, entre elas o HIV. São desigualdades que criam vulnerabilidades de toda ordem – econômica, social, política e cultural. Falar de preconceito é falar de populações que vivem historicamente desprovidas de acesso às políticas.”

Cristiane Valença – Assistente social

Se preferir, ouça esse podcast no seu player favorito.